As Bloguinhas

Bárbara

Recebi o meu primeiro livro "a sério", dos que não tinham ilustrações, aos 9 anos. Foi o Harry Potter e o Cálice de Fogo, cujo primeiro capítulo me arrepiou tanto de medo como de excitação. Desde então, mantive o gosto pela fantasia, e pelo caminho, fui lendo quase tudo o que me vinha parar às mãos - clássicos e contemporâneos, ficção científica e romance...

Se tivesse de indicar o género que menos me atrai, diria ficção histórica, apesar de já ter lido algumas obras de que gostei. Do mesmo modo, se tivesse de escolher um favorito, seria ficção científica (com a ficção contemporânea e de transgressão em segundo lugar), especialmente a que nos leva a mundos distópicos e nos permite experimentar outras realidades.

Quanto à minha pessoa: sou estudante universitária, introvertida, considero-me uma pessoa de mente aberta. A minha paixão é a psiquiatria. Nos meus tempos livres gosto de (para além de ler) escrever, ver séries e passar tempo com os meus melhores amigos.

Autor(es) favorito(s): Chuck Palahniuk
Livro(s) favorito(s): Diário e Sobrevivente, de Chuck Palahniuk, Middlesex, de Jeffrey Eugenides, Dune, de Frank Herbert

Goodreads | Pinterest | Instagram | FanFiction.net

Tomé

O que dizer sobre mim?

Somos mais a força que nos levanta do que a fraqueza que nos fez cair, quero acreditar que não sou excepção.

Sou alguém de olhar muitas vezes perdido no desconcerto do mundo, no barulho dos seus próprios pensamentos, no tempo que flui vertiginosamente. Sou terrivelmente indecisa e ainda mais terrivelmente determinada.

As palavras ainda que muito bem empregues revelam-se incapazes de descrever um ser humano em toda a sua complexidade. Assim, abreviando o que já seria insuficiente digo-vos que sou apenas uma pessoa dentro do largo espectro do normal mas que frequentemente tenta fugir aos apertados limites desta espécie de liberdade a que estamos condenados.

O que eu mais tenha a dizer sobre mim é de escasso valor não passando de uma percepção deturpada do que eu acho que o mundo acha de mim, e mais adjectivos seriam excessivos na medida em que na maioria dos casos somos mais um meio-termo do que os extremos que achamos que somos.

O que eu gosto?

Bem, não gosto de cor-de-laranja!

Gosto de cinema, de música no volume máximo, de chocolate, de café, de dias de chuva e do quente do sol. Gosto de sorrir. Gosto dos amigos. Gosto dos amigos que nos fazem sorrir. Gosto de pessoas, do que as torna diferentes e por isso especiais e do que as une e as torna tão iguais.

Entre ler e escrever não sei o que mais me fascina: o descobrir ou o criar. Entre os livros que me assustam e os que me divertem, os que me apaixonam e os que me enraivecem não sei o que escolher! Mesmo os livros pessimamente maus podem ser úteis como termo de comparação. Ainda assim, dificilmente me encontrarão a ler um romance lamecho-sentimental! De resto, gosto acima de tudo de personagens bem construídas e que, para o bem e para o mal, sejam genuinamente humanas.

Gosto de livros psicologicamente pesados, que me tirem o sono, que me tragam à lembrança o quanto de sombrio cabe num ser humano. Gosto de histórias de amor avassaladoras mas sem o brilho dos contos de fadas, gosto de dramas que façam chorar as pedras da calçada, gosto de perder tempo a ler um clássico, gosto de literatura fantástica desde que não vampiresca e gosto, para os finais de tarde, de livros leves, rápidos que me levem para outros mundos e que fazendo-me esquecer onde estou tornem esta realidade menos absoluta.

A poesia? É apenas a força que move o mundo.

Gosto de livros, gosto de pessoas e gosto de pessoas que gostam de livros.

Autor(es) favorito(s): José Saramago, Fernando Pessoa
Livro(s) favorito(s): Ensaio Sobre a CegueiraIntermitências da MorteO Conto da Ilha DesconhecidaO PerfumeOs Jogos da FomeAs Crónicas de NárniaFazes-me FaltaO Principezinho


Isabel

Os livros sempre foram para mim um refúgio. Desde menina, de livro debaixo do braço ou na mochila, encontrava nas páginas tanto uma porta para um mundo novo como uma mera forma de passar o tempo escapando a este. Ao crescer li um pouco de tudo, desde “Uma Aventura” até clássicos de Jane Austen.      
   
Mas, reflectindo bem, sinto que os livros que leio hoje condizem com quem sou, com a forma como me relaciono com os outros, e sobretudo com aquilo que quero compreender acerca do mundo. Gosto de livros sobre pessoas, sem algum género em particular, mas que me mostrem como os outros pensam, como agem ou sentem. Que me mostrem como uma personagem, um ser tão diferente de mim como qualquer ser humano de carne e osso, é no seu íntimo. Que me mostrem como se comporta e porque é que se comporta assim. Que me façam recordar que não somos a preto e branco, mas de tantos tons quantos tons existem. Livros com um mundo diferente daquele em que vivo, para perceber como mudaria se vivesse num mundo assim. Talvez veja nos livros uma espécie de chave que me permita perceber um pouquinho melhor o que faz de nós humanos, com toda a complexidade que tanto me fascina, com todas as diferenças que nos tornam tão interessantes.

Adoro livros que me comovam. Que me tragam lágrimas aos olhos, me coloquem um peso no lugar do coração por sentir o que sentem as personagens no papel, e me obriguem a carregá-lo comigo até à próxima história. Ou pelo contrário, que façam com que o dia pareça um pouco melhor do que na realidade é, um pouco mais luminoso. Que me dêem a conhecer histórias que não são a minha, mas que acabam por ser, só um bocadinho. Sem lamechices, só com a vida tal como ela é. Que retratem paixões e perdas, sucessos e fracassos, as aventuras que as pessoas vivem e as prisões em que permanecem. Esses, para mim, são os grandes livros.

Livro(s) favorito(s): 100 Anos de Solidão, de Gabriel García Márquez; Nunca Me Deixes, de Kazuo Ishiguro.

Goodreads | Pinterest

Rosana

Contribuir para este blogue não será de todo fácil dada a nossa vida de estudante. Somos 5 amigas, com o mesmo tipo de vida: estudantes de Medicina. E seria muito mais fácil falar de nós as 5 do que de mim apenas; na verdade, as palavras falham-me.

É verdade que Medicina ocupa grande parte do nosso tempo, no entanto, temos todas outros interesses. (E volto eu a divagar para o nós em vez do eu). Quando era mais pequena, toquei piano, e a música é uma das minhas grandes paixões. Também ler é outra grande paixão, com a particularidade de não ser apenas um passado, mas também um presente e um futuro. Diz a minha mãe que quando era bebé, o meu pai lia para mim e que eu ficava consolada a ouvi-lo, depois foi a vez de as minhas prendas serem livros que eu lia com todo o gosto, e agora sou apenas eu que tomo a iniciativa de comprar livros e aqui surge um grande problema: adoro ter os livros que leio e um dos meus sonhos é um dia ter uma linda biblioteca repleta de livros. Para além destas duas grandes paixões, também a dança já ocupou um lugar muito próximo do meu coração.

Quanto aos livros que é aquilo que mais nos une, tento, nos dias de hoje, ler um pouco de tudo, no entanto, nem sempre foi assim. Confesso que até à minha entrada na faculdade me prendia mais a livros de aventura, e efectivamente, são os meus livros preferidos até então. No entanto, acho que os livros que li não chegam para dizer que estes são de facto os meus preferidos. A verdade é que sempre fui habituada a ler livros que acabavam bem, até que conheci as magníficas pessoas que comigo resolveram criar este blogue. Posso dizer que com elas aprendi que um livro não tem de acabar bem, e que existe uma imensidão de livros e de géneros literários dos quais não tinha ainda opinião formada e que ainda a estou a formar, aos poucos.

Autor(es) favorito(s): J. K. Rowling, Suzanne Collins
Livro(s) favorito(s): Harry Potter, The Hunger Games

Goodreads | Pinterest 

Sofia

Se estás a ler este texto, já temos uma coisa em comum: adorar livros! :)

Desde pequena que me lembro de ler, de gostar de ler e de estar sempre a pedir aos meus pais um livro. Lembro-me de, por várias vezes, levá-los à loucura com as minhas viagens literárias, de os levar a repetir vezes sem conta: "Sofia pára de ler que isso faz-te mal aos olhos!", no entanto, eram eles os primeiros impulsionadores e patrocinadores destas minhas aventuras que, mais tarde, passou a ser um trabalho de família e amigos.

Adoro livros que me façam acreditar na personagem, em todas as suas facetas e humores e, adoro escritores que conseguem criar um mundo na sua cabeça e transmiti-lo nas linhas da sua história, de modo a nos levar para léguas do local onde estamos. Adoro livros que me façam pensar e aqueles que me desligam o cerébro e, principalmente, aqueles que me levam a admirar o ser humano em todo o seu potencial. 

Gosto de ler um pouco de tudo: tanto me perco nas peripécias de um herói destemido, como na descrição de alguém do passado, tanto choro com as tristezas e mágoas da personagem, como sorrio com o seu final feliz.

Detesto que risquem livros!

Contudo, adoro ler livros usados, que já tenham passado por outras mãos. Gosto de pensar nos sentimentos que despertaram nos seus antigos donos, se os acalmou após um dia exigente, ou se lhes deu nova força quando já tudo parecia perdido. Adoro aqueles que alguém me dá, passando para a mim a reponsabilidade de agora encontrar um local para ele.

Acredito que há um livro para cada pessoa e para cada ocasião, e algo especial para alguém em cada um deles. Carregam neles sonhos, tristezas, alegrias de tantas pessoas: os do autor, que deixou parte de si enquanto escrevia; das pessoas que o inspiraram; da pessoa que o ofereceu, que o escolhe na esperança de deixar alguém feliz, ou que alguém partilhe a mesma viagem que ele; da pessoa que o comprou, quer pela beleza da capa, quer pelo título chamativo ou recomendação de um amigo, mas que, de alguma maneira, viu parte de si nele.

Em relação a mim, além dos livros, também adoro filmes e séries, e acho que a música é uma das melhores formas de arte e felicidade que alguém inventou. Adoro passear e,se for com boa companhia, o passeio fica ainda melhor. Sou uma pessoa completamente normal e por vezes completamente estranha, com amigos que ultrapassam o espectacular porque mesmo assim me aturam.

Livro(s) Favorito(s): Coleção Harry Potter, As crónicas de Gelo e Fogo, O conto da Ilha Desconhecida, A rapariga que roubava livros, Momento Inesquecível, Orgulho e Preconceito.

Goodreads | Pinterest 

Sem comentários :

Enviar um comentário