quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Novidades Saída de Emergência - Nora Roberts,Claire North

"Caminhos do Amor" - Nora Roberts


Sinopse:

1.º volume da trilogia “Primos O’Dwyer” 


Iona Sheehan sempre ansiou por devoção e aceitação dos pais, mas foi só na terra da avó que recebeu os dois: Irlanda, país de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias, onde o sangue e a magia dos antepassados fluem há gerações.
Iona chega à Irlanda apenas com as indicações da avó, uma atitude otimista perante a vida e um talento inato com cavalos. Perto do castelo luxuoso onde está hospedada, encontra os seus primos, Branna e Connor O’Dwyer. E como família é família, eles convidam-na para a sua casa e para as suas vidas.
Quando Iona arranja emprego nos estábulos locais e conhece o dono, Boyle McGrath, todas as suas fantasias se reúnem num só homem. Será que com ele vai conseguir viver a vida com que sempre sonhou? Infelizmente nada é o que parece. Um mal antigo espalhou-se na sua família e tem de ser combatido. E quando família e amigos lutam entre si, será possível encontrar os caminhos do amor?

"A Súbita Aparição de Hope Arden" - Claire North


Sinopse:

Ouçam-me. Lembrem-se de mim… 
O meu nome é Hope Arden, sou a rapariga de quem ninguém se lembra. Primeiro esquecem o meu rosto, depois a minha voz e, por fim, as consequências dos meus atos. Desapareço da memória sem deixar rasto.
Começou quando tinha 16 anos, um momento de cada vez. O meu pai esqueceu-se de me levar à escola, um professor esqueceu-se que eu era sua aluna, a minha mãe colocou mesa para três, em vez de quatro. Um amigo olhou para mim e só viu uma estranha.
Por mais que eu tente, por mais pessoas que magoe ou crimes que cometa, nunca se lembram de mim. E isso torna-me única… e particularmente perigosa.
Esta é a história de Hope Arden, a rapariga que todos esqueceram.
Uma saga de amor, esperança, desespero e ânsia de viver
o momento e deixar uma marca na vida.


Para mais informações visitar o site da Saída de Emergência.

domingo, 13 de agosto de 2017

Opinião "O Anjo da Morte", M. J. Arlidge

Sinopse: 

UMA CELA FECHADA.
UM CORPO ESCRUPULOSAMENTE MUTILADO
JAZ NO SEU INTERIOR?


"Helen Grace, até aqui considerada a melhor detetive do país, é acusada de homicídio e aguarda julgamento na prisão de Holloway. Odiada pelas restantes prisioneiras e maltratada pelos guardas, Helen tem de enfrentar sozinha este pesadelo. Tudo o que deseja é conseguir provar a sua inocência. Mas, quando um corpo aparece diligentemente mutilado numa cela fechada, essa revela ser, afinal, a menor das suas preocupações.

Os macabros crimes sucedem-se em Holloway e o perigo espreita em cada cela ou corredor sombrio. Helen não pode fugir nem esconder-se por atrás do distintivo. Precisa agora de ser rápida a encontrar o implacável serial killer? se não quiser tornar-se a sua próxima vítima."

Opinião:

Este é o sexto livro da série Helen Grace, uma série policial publicado pela topseller, que já conquistou imensos fãs. Eu,apesar de ser fã de Helen Grace, tenho de admitir que no seu último livro fiquei um pouco desiludida com o autor e à espera de mais. Contudo, a curiosidade de ler o próximo manteve-se até porque saber o destino da personagem era imperativo. 

Neste livro, encontramos Helen fora do seu ambiente natural e a adaptar-se a uma situação em que fica claramente em desvantagem sem ninguém para a apoiar. Quando começam a ocorrer assassinatos na prisão, o seu primeiro instinto é, naturalmente, investigar. Porém rapidamente se apercebe que ali não existe a mesma vontade de chegar à verdade como numa esquadra. Além disso, ali encontra-se destituída de todo o seu poder e com um novo conjunto de regras que muda a cada instante. 

Por outro lado, também mostra a luta das suas colegas polícias cá fora para tentarem demonstrar a sua inocência, assim como todos os conflitos que acontecem de momento na antiga Esquadra onde Helen reinava. Entre estas duas investigações a leitura passa a correr e chegamos ao fim sem reparar que as páginas do lado direito são cada vez menos.

Apesar de não ser um livro com grande evolução a nível das personagens consegue, mais uma vez, nos prender à narrativa e manter curiosos sobre como irá a nossa inspectora favorita se reerguer depois desta situação.


segunda-feira, 7 de agosto de 2017

Pensamento do Dia

A resposta é que não importa o que pensas – disse o monstro – porque a tua mente irá contradizer-se centenas de vezes todos os dias. (…) A tua mente acreditará em mentiras reconfortantes embora conheça as dolorosas verdades que tornam essas mentiras necessárias. E a tua mente castigar-te-á por acreditares em ambas.



Sete Minutos Depois Da Meia-Noite, Patrick Ness

Opinião " Sete Minutos Depois Da Meia-Noite", Patrick Ness

Sinopse


"Passava pouco da meia-noite quando o monstro apareceu.
Inspirado numa ideia original da escritora Siobhan Dowd, que morreu de cancro em 2007, Patrick Ness criou uma história de uma beleza tocante, que aborda verdades dolorosas com elegância e profundidade, sem nunca perder de vista a esperança no futuro. Fala-nos dos sentimentos de perda, medo e solidão e também da coragem e da compaixão necessárias para os ultrapassar. Fantasia e realidade misturam-se num livro de exceção, com ilustrações soberbas que complementam e expandem a beleza do texto."


Opinião

Começo por agradecer à Editorial Presença por ter feito chegar à minha estante este livro que eu ansiava ler desde há algum tempo, e que adquiriu recentemente maior visibilidade dado à adaptação ao grande ecrã. 

Sete Minutos Depois Da Meia-Noite, de Patrick Ness, Bestseller do New York Times e vencedor de vários prémios, é uma obra de uma simplicidade tocante, que nos traz o drama de Conor, um rapaz de 13 anos que tem de sobreviver à doença terminal da mãe. 

Li este livro de uma assentada, porque desde as primeiras páginas foi-me impossível ficar indiferente à angústia e ao sofrimento do protagonista e ao mesmo tempo vi-me imensamente comovida com a sua resiliência. Assim, não me atrevi a pousar o livro, pois não conseguia abandonar Conor sem saber que ele ia ficar bem. 

Conor tem pesadelos todas as noites, viu-se forçado a crescer repentinamente, ficando numa idade sem número, demasiado novo para ser adulto, demasiado maduro para ser uma criança. Com quase nenhum amigo, com o pai ausente e a avó distante, luta completamente sozinho numa injusta batalha, consumido na impotência de ver partir a cada dia alguém que queria que fosse eterno. Ninguém nos ensina o que fazer quando nos vemos face a um desmedido sofrimento, que nos enche de tal forma que cremos que vamos acabar por rebentar num doloroso desmembramento, enquanto caímos num escuro abismo sem fim.

Conor começa então a receber a visita de um Monstro, à meia-noite e 7 minutos, e ficamos desde logo a perceber que nem sempre os monstros vem para nos assustar, este Monstro é, na verdade, muito espirituoso e impertinente, sábio até, nada similar aos da sua classe. Quando a única opção é sermos corajosos, mesmo quando somos uno com o medo, é preciso uma força monstruosa para nos ajudar a avançar.



É engraçado que apesar de existir a presença de uma entidade sobrenatural, toda a narrativa não perde credibilidade, não se deixa cair em demasia na fantasia, a criatura é tão real como os outros personagens, percebemos que qualquer um de nós poderia receber a visita deste Monstro, se é que já não fomos agraciados com a sua presença.

Chorei, sem vergonha alguma de partilhar convosco esta natural fragilidade humana, e desafio-vos mesmo a tentar impedir que o vosso coração leve a melhor.

A escrita de Patrick Ness é limpa, sem floreados desnecessários, de uma simplicidade nada infantil, o que torna o livro intemporal. A leitura é acompanhada por maravilhosas ilustrações de Jim Kay, que de alguma forma nos forçam a uma maior proximidade com as personagens.

Sete Minutos Depois Da Meia-Noite é um livro sobre a aceitação da perda, sobre o luto, sobre a Morte, mas sobretudo sobre a sobrevivência, sobre a Esperança, sobre como somos apenas humanos, e o que sentimos nem sempre pode ser classificado num binário de certo ou errado.


Deixo-vos aqui o trailer do filme.



domingo, 16 de julho de 2017

Opinião "A Substância do Mal", Luca D'Andrea

Sinopse

“Jeremiah Salinger muda-se com a mulher para uma calma comunidade isolada nas montanhas do Sul do Tirol.

Ali descobre, por acaso, um facto sangrento que remonta há trinta anos: o massacre de três jovens. O crime não tem um culpado e, na aldeia, ninguém quer falar sobre o assunto. 

Apesar da crescente hostilidade que o rodeia, Salinger começa a remexer no passado, penetrando cada vez mais profundamente no misterioso assassinato. Até descobrir a imprevisível e aterradora verdade.”


Opinião

Este thriller chegou-me às mãos graças à generosidade da Suma de Letras, que cedeu às Bloguinhas uma cópia para leitura (e à qual agradecemos desde já). E, de facto, os mistérios são dos géneros mais consensuais entre as Bloguinhas! No meu caso, não é difícil entreter-me com um livro deste género – confesso que sou ingénua o suficiente para aceitar as direcções nas quais o autor coloca os leitores e aproveitar a “viagem”, desde que minimamente lógica. E foi isso que para mim falhou neste livro… Faltou uma certa plausibilidade nas motivações das personagens.

Não querendo desvendar demasiado sobre a história (e não mencionando nada que a própria contracapa não revele), o enredo gira em torno de Jeremiah Salinger, um argumentista-documentarista americano, que se muda com a esposa e a filha para uma pequena vila no Sul do Tirol. Aí, embrenha-se na realização de um documentário, até à ocorrência de um terrível acidente. Como consequência, Salinger descobre que há 30 anos ocorreu um triplo homicídio na zona, e vê-se impelido a investigá-lo. Toda a obra está ainda envolvida por uma aura sobrenatural, que apenas serve como elemento distractor, uma vez que cedo se torna evidente que os acontecimentos têm uma origem bem mundana… Como tal, este elemento (a dita Besta) nunca chega a ser credível, tornando-se até por vezes despropositado. Por outro lado, as perdas do acidente sofrido por Salinger parecem não ser para si origem de grande pesar. Pelo ritmo da narração, o ócio da convalescença e a sua própria vivência parecem incomodá-lo bem mais do que o destino das outras vítimas, que não passam de figurantes da narrativa e não ocupam qualquer papel no resto da obra. Ainda, foi para mim difícil sentir-me satisfeita com o plot twist final. Como já mencionei, com o mínimo de ritmo e de lógica, é fácil entreter-me com um livro deste género. Mas este não fez sentido para mim – há demasiadas pontas soltas, e o próprio móbil do crime não é de todo plausível!

Ainda assim, o autor fez um bom trabalho na criação de um ambiente da montanha, relativamente isolado, com uma comunidade pequena e fechada que faz questão de mostrar a Salinger diariamente que ele é um forasteiro. Penso que este ambiente é o que distingue a obra – torna-se quase claustrofóbico.

Também as personagens se revelam fiéis a si próprias, sendo que a constância do apoio da família de Salinger contrasta com a hostilidade dos residentes, que se manifesta de múltiplas formas. Por outro lado, o autor faz questão de não colocar um véu para amenizar a crueldade que se abate sobre as vítimas do massacre antigo, nem para esconder o sofrimento e trágico destino dos que lhes sobreviveram, também eles vítimas.

Ainda assim, sou da opinião de que a obra foi prejudicada pela falta de plausibilidade em prol de um plot twist que pretendia ser inesperado… É uma obra de leitura fácil, com um ritmo adequado para um thriller. Porém, um final diferente (ou uma melhor preparação para este mesmo final) teriam contribuído para que tivesse ficado com uma opinião bastante mais favorável!


quarta-feira, 12 de julho de 2017

Novidades Bertrand Editora - Stephen King, Julia Heaberlin, Nakat El Hachmi, Isabel Valadão, Aquilino Ribeiro, Jennifer Weiner, Howard Jacobson, Filipa Fonseca Silva, Inès de la Fressange, Wang Hui, Ian Morris

Thriller/Policial

"Sr. Mercedes", Stephen King


Sr. Mercedes, de Stephen King, é uma luta épica entre o bem e o mal 

Numa corrida desenfreada contra o tempo, três heróis absolutamente improváveis tentam impedir que um assassino mate milhares de pessoas


 

Sinopse:

"Numa corrida desenfreada contra o tempo, três heróis absolutamente improváveis tentam impedir que um assassino mate milhares de pessoas.

Numa madrugada gelada, uma fila de desempregados desesperados vai crescendo para conseguir lugar numa feira de emprego. Inesperadamente, um condutor solitário avança sobre a multidão num Mercedes roubado, atropelando os inocentes; depois recua e torna a avançar. Oito pessoas são mortas, quinze ficam feridas. O assassino foge.

Meses mais tarde, noutro lugar da mesma cidade, um polícia reformado chamado Bill Hodges continua perturbado pelo crime que ficou por resolver. Quando recebe uma carta demente de alguém que se autodenomina «O Assassino do Mercedes» e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges desperta da sua reforma deprimente e decide a todo o custo evitar uma nova tragédia.

Brady Hartsfield vive com a mãe alcoólica na casa onde nasceu. Adorou aquela sensação de morte ao volante do Mercedes, e quer sentir aquilo de novo. Só Bill Hodges, com os seus dois novos (e improváveis) aliados, pode deter o assassino antes que ataque de novo. E não têm tempo a perder, porque a próxima missão de Brady, se for bem- sucedida, irá chacinar milhares de pessoas.

Sr. Mercedes é uma luta épica entre o bem e o mal, e a exploração da mente de um assassino obsessivo e louco é arrepiante e absolutamente inesquecível."

Sobre o autor:

"Stephen King, apelidado por muitos de «mestre do terror», escreveu mais de quarenta livros, incluindo Carrie, A História de Lisey e Cell, Chamada para a Morte. Vencedor do prestigiado National Book Award e nomeado Grande Mestre nos prémios Edgar Allen Poe de 2007, conta hoje com mais de trezentos milhões de exemplares vendidos em cerca de trinta e cinco países. Números e um currículo impressionantes a fazerem jus ao seu estatuto de escritor mais bem pago do mundo."


"O Que Viram As Flores", Julia Heaberlin


Sinopse:

"Sou estrela de cabeçalhos de jornal e de histórias assustadoras à roda da fogueira.

Sou uma das quatro raparigas das susanas-de-olhos negros. A que teve sorte.

Aos 16 anos, Tessa foi encontrada num campo do Texas, quase morta e só com alguns fragmentos de memória em relação à sua chegada ali. A imprensa chama-lhe a única Susana-de-Olhos-Negros que sobreviveu a um serial killer. O testemunho de Tessa mandou um homem para o corredor da morte.

Passados 20 anos, Tessa é artista e mãe solteira. Num dia de fevereiro, abre a janela do seu quarto e depara com um magnífico canteiro de susanas-de-olhos-negros diante de si, embora se trate de flores de verão. Será que o homem que espera a morte é inocente? E andará o serial killer atrás dela? Ou, pior ainda, da sua filha?"


Sobre a autora:

"Julia Heaberlin é autora de três thrillers psicológicos de grande êxito comercial e ao nível da crítica. Muitas vezes comparada a Gillian Flynn pela qualidade da sua escrita e pelo percurso editorial com algumas semelhanças, os seus livros estão publicados numa dúzia de países. Antes de se dedicar à escrita, Julia Heaberlin foi editora de diversos jornais e recebeu vários prémios pelo seu trabalho. Vive em Dallas com a família e está atualmente a trabalhar no seu quarto livro."



Romance

"A Filha Estrangeira", Najat El Hachmi


Sinopse:

"Uma rapariga nascida em Marrocos e criada numa cidade interior da Catalunha aproxima-se da idade adulta. À rebeldia característica da juventude, ela terá de acrescentar um dilema: sair do seu mundo de emigrante ou permanecer nele.

Um romance íntimo e honesto sobre a transição para a idade adulta, escrito em forma de monólogo interior, repleto de observações, histórias e memórias da terra natal da narradora, uma jovem viva e inteligente, apaixonada pela literatura e pela filosofia, completamente diferente do mundo iletrado e tradicional da mãe.

Acessível, por vezes engraçado, mas sempre íntimo e repleto de observações e pensamentos pertinentes. Um livro que fica connosco."


Sobre a autora:

"Najat El Hachmi é uma autora de língua espanhola e origem marroquina, que chegou a Espanha com oito anos. Licenciada en Filologia Árabe pela Universidade de Barcelona, o seu romance de estreia, L’últim patriarca, foi o vencedor do Premio Ramon Llull de 2007. Colabora com diversos meios de comunicação em Espanha. Este é o seu segundo romance."



"O Rio das Pérolas", Isabel Valadão


Romance histórico conduz o leitor à comunidade portuguesa em Macau em meados do século XX

Sinopse:

"Maria e Mei Lin podiam ser duas pessoas diferentes. Na verdade, são duas facetas da mesma mulher. Quando Mei Lin, uma menina irreverente e com grandes sonhos, foge do convento e das freiras que a criaram, estava longe de imaginar que a sua escolha lhe revelaria a face oculta da sociedade macaense.

Uma viagem por Macau nas décadas de 40, 50 e 60 e pelas contradições da vida num território português às portas da China, no rescaldo da Segunda Guerra Mundial e da guerra sino-japonesa."

Sobre a autora:

"Isabel Valdão nasceu em Lisboa mas cresceu em Angola, tendo vivido em várias regiões antes de se fixar em Luanda. Foi analista química dos Serviços de Geologia e Minas em Luanda e secretária da revista angolana Notícia. Passou pela África do Sul e viveu vários anos em Macau, experiência que a marcou profundamente. Regressou definitivamente a Portugal em 1986. É licenciada em História da Arte e dedica-se à investigação na área da defesa e conservação do património, conservação e restauro de pintura."



"O Homem da Nave", Aquilino Ribeiro


Sinopse:

"Serranos, caçadores e fauna vária.
Nestas crónicas da Serra da Nave, Aquilino Ribeiro descreve o camponês serrano ardiloso, orgulhoso e batalhador, que segue os ritmos do ano e da terra, vivendo da caça (por vezes furtiva), do campo, dos pequenos episódios do dia-a-dia. Lê-lo é sermos transportados para aqueles brejos e montes, para aquelas estações inclementes, para a sensualidade da Serra a pulsar de vida em nosso redor e para os dramas e alegrias das pequenas aldeias do interior de Portugal."

 

Sobre o autor:

"Aquilino Ribeiro nasceu na Beira Alta, concelho de Sernancelhe, no ano de 1885, e morreu em Lisboa em 1963. Deixou uma vasta obra em que cultivou todos os géneros literários, partilhando com Fernando Pessoa, no dizer de Óscar Lopes, o primado das Letras portuguesas do século XX. Foi sócio de número da Academia das Ciências e, após o 25 de Abril, reintegrado, a título póstumo, na Biblioteca Nacional, condecorado com a Ordem da Liberdade e homenageado, aquando do seu centenário, pelo Ministério da Cultura. Em Setembro de 2007, por votação unânime da Assembleia da República, o seu corpo foi depositado no Panteão Nacional."


"Diz-me Quem Amas", Jennifer Weiner


Sinopse:

"Rachel e Andy conhecem-se aos oito anos na sala de espera das urgências de um hospital. Rachel é já uma veterana de hospitais, uma vez que nasceu com um problema cardíaco; Andy, apesar de pequeno, aparece sozinho com um braço partido. Depois desse encontro, julgam que nunca mais se hão de tornar a ver.
Rachel cresce num subúrbio abastado da Florida; Andy cresce numa zona pobre de Filadélfia com uma mãe solteira e um talento para a corrida. Contudo, ao longo das três décadas seguintes, Rachel e Andy hão de encontrar-se por diversas vezes.
Uma história terna e comovente acerca do crescimento e da passagem do tempo, da maneira como as pessoas se transformam, se tocam e se mudam umas às outras, e de como o amor é a verdadeira medida das nossas vidas."

Sobre a autora:

"Jennifer Weiner é autora best-seller do New York Times, com mais de uma dezena de livros publicados. Licenciada pela Universidade de Princeton, escreve na secção de opinião do New York Times. Vive em Filadélfia com a família."


"Pussy", Howard Jacobson


Sinopse:

"Pussy é a história do príncipe Fracassus, o herdeiro presumível do Grão-Ducado de Origen, famoso pelos seus arranha-céus e casinos dourados, que passa a infância a ver reality shows na televisão, a imaginar-se o imperador Romano Nero e a fantasiar sobre profissionais do sexo. É preguiçoso, arrogante, de pele fina e egoísta; não tem maneiras, nem curiosidade, nem conhecimentos, e é possuidor de poucas ideias, que se expressam através de um número muito limitado de palavras. Tendo tudo isto em consideração, será um líder adequado para tornar o país grande outra vez?"

Sobre o autor:

"Howard Jacobson, de origem judaica, nasceu em Manchester, em 1945. Os seus romances centram-se nas relações e comportamentos da sociedade britânica, particularmente na componente judaica, o que já levou a crítica a considerá-lo o «Philip Roth inglês». Diz, no entanto, e em jeito de ironia, preferir ser conhecido como o «Jane Austen judeu». Em paralelo com a escrita, foi também professor de Inglês no Wolverhampton Polytechnic do West Midlands, no Selwyn College e na Universidade de Sydney. Participou igualmente em vários programas televisivos do canal britânico Channel 4."


"Amanhece na Cidade", Filipa Fonseca Silva


Sinopse:

"Nas ruas de Lisboa, um táxi circula e observa. E, com ele, nós observamos também: Manuel, o taxista que não sabe chorar. Olinda, a ama de duas crianças mal-educadas. Daisy, a stripper. João, o sem-abrigo...

Um dia, um momento infeliz, com resultados trágicos, obriga Manuel a confrontar-se consigo próprio, e as consequências serão mais transformadoras do que ele alguma vez imaginou."

 

Sobre a autora:

"Filipa Fonseca Silva nasceu no Barreiro em 1979. Licenciada em Comunicação Social e Cultural pela Universidade Católica, preferiu a publicidade ao jornalismo, tornando-se redatora publicitária em 2004, profissão que ainda exerce. Sonha tornar o mundo mais verde e espalhar histórias bonitas. Os Trinta – Nada é como Sonhámos foi a sua primeira obra publicada, seguindo-se-lhe O Estranho Ano de Vanessa M. e Coisas que uma Mãe Descobre. É a única portuguesa a ter chegado ao Top 100 da Amazon em todo o mundo. Além de escrever, adora pintar, colecionar sapatos e comer melancia. Vive em Lisboa com o marido e os filhos."

 

Não-Ficção

"O Que Hei-de Vestir Hoje?", Inès de la Fressange


Sinopse:

"Como é que me devo vestir para um jantar com amigos em minha casa? E para um encontro com um potencial namorado?

Este guia ensina-lhe os artifícios da parisiense para criar um look com estilo em todas as situações, apenas com peças básicas. Nunca mais poderá dizer: «Não tenho nada para vestir!»"

 

Sobre a autora:

"Inès de la Fressange é um ícone da moda. Musa da Chanel e umas das top models mais famosas a nível internacional, colaborou com diversas publicações de moda e tem a sua própria linha de roupa."



"China: Século XX", de Wang Hui


Sinopse:

"O que deve a China fazer para se tornar verdadeiramente democrática e justa?

Esta é a questão anima os debates mais progressistas na China dos nossos dias e que Wang Hui, um dos mais destacados intelectuais chineses, aborda em China: Século XX. Refletindo sobre o passado, mas de olhos postos no futuro, Hui reenquadra o nascimento da política moderna da China, que se iniciou com a revolução de 1911, segue o seu avanço ao longo dos radicais anos 60 e reflete sobre a decadência que, nas últimas décadas do século XX, acompanha o processo de liberalização da China. Por fim, chega aos dias de hoje, o início do século XXI, para analisar o aparecimento de novas divisões de classe entre grupos étnicos no Tibete e no Sinquião e as manifestações de neoliberalismo nascente na sociedade chinesa.

Um exame das mudanças políticas e da revolução chinesa ao longo do último século. Um manifesto a favor da social-democracia na China. Um olhar para o Futuro, sem esquecer o Passado."

Sobre o autor:

"Wang Hui é professor no Departamento de Língua e Literatura Chinesa na Universidade de Tsinghua, em Pequim, onde vive. Foi professor convidado da Universidade de Nova Iorque, Edimburgo, Bolonha, Stanford, Berkeley, Washington e Harvard, entre outras. Em 1989, participou nos protestos de Tiananmen, o que lhe valeu uma punição, com reeducação compulsiva, em Xianxim, província pobre do interior da China. Em 2008, Wang foi nomeado pela revista americana Foreign Policy um dos 100 intelectuais mais destacados em todo o mundo. Crítico da política do governo foi, nos anos 90, um dos principais apoiantes da Nova Esquerda Chinesa."


"Caçadores, Camponeses e Combustíveis Fósseis", Ian Morris


Sinopse:

"Hoje em dia os cidadãos ocidentais tendem a valorizar a democracia e a igualdade e a repudiar a violência e a desigualdade. Mas nem sempre assim foi. A maioria das pessoas que viveram nos 10.0000 anos anteriores ao século XIX pensava justamente o contrário.

Ian Morris, historiador, arqueólogo e antropólogo, propõe-se descobrir porquê. O resultado da investigação é surpreendente e está intimamente ligado à fonte de energia que privilegiamos.

À medida que os nossos métodos de obtenção de energia evoluíram da caça/recoleção para a agricultura e para a exploração de combustíveis fósseis, os nossos valores privilegiaram sucessivamente a violência, a hierarquia e, recentemente, a igualdade.

Uma exploração fascinante de milhares de anos da nossa História e a interrogação sobre a evolução futura dos nossos valores."

 

Sobre o autor:

"Ian Morris é professor de História na Universidade de Stanford. Nascido em Stoke-on-
Trent, Inglaterra, em 1960, vive agora nas montanhas de Santa Cruz, na Califórnia. Dirigiu inúmeras escavações arqueológicas na Grécia e em Itália e já editou 11 livros, entre os quais O Domínio do Ocidente e Guerra! Para Que Serve?, ambos publicados pela Bertrand Editora."


"Uma Vida, Duas Vidas..."


Sinopse:

"A Princesa Algodão-Doce tem apenas três anos e já passou mais tempo no hospital do que em casa. Pedro perdeu a visão, mas não a vontade de viver e viajar. Mrs. Kennedy entrou para o bloco operatório com um grande segredo. Bá dedicou a vida toda ao sonho de terminar o curso de Medicina e tornou-se um herói aos olhos de João, o seu médico. Estas pessoas têm uma coisa em comum: em algum momento, estiveram entre a vida e a morte, dependentes de um transplante, a maior dádiva que um ser humano pode dar a outro – e a maior conquista da Medicina moderna.

Histórias de vida de 22 médicos, dos seus pacientes e dos momentos que os moldaram. Histórias de esperança, de determinação e de coragem, de quem tem a vida por um fio, nas mãos de um estranho. Histórias de vidas transformadas pelo altruísmo de um familiar ou pela desventura de um estranho. Histórias que podiam acontecer a qualquer um de nós."

 

Os autores:

Manuel Abecasis, Rui Alves, Manuel Antunes, Fernando Leal da Costa, Jorge Daniel, Leonídio Dias, José Ferrão, Aníbal Ferreira, Arnaldo Figueiredo, José Fragata, Alexandre Linhares Furtado, Isabel Gonçalves, António Guimarães, Manuel Magalhães, La Salete Martins, Alfredo Mota, Fernando Nolasco, Francisco Remédio, Susana Sampaio, António Morais Sarmento, Fernanda Trigo, André Weigert
 
 
 
Para mais informações, consulte o site da Bertrand Editora

Novidades Topseller - J. Kenner, Camille Perri, Lisa Renee Jones, Lorraine Heath, Dinah Jefferies, Suzanne Redfearn, Colleen Hoover, Jenny Han, Valerie Bowman, Sara Blaedel, Whitney G.

"O Segredo Mais Sombrio", J. Kenner


"J. Kenner é um nome incontornável da literatura erótica. Vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance Erótico, a autora já vendeu mais de três milhões de livros em todo o mundo. Depois das séries Stark, Most Wanted e Stark International, a Topseller inicia agora a publicação de uma nova série – S.I.N. – com a obra O Segredo mais Sombrio."

Sinopse:

"Memórias de um passado secreto afastaram-nos, mas uma atração incontrolável voltou a uni-los.

O Rei do Sexo. Era assim que Dallas Sykes gostava de ser conhecido, e fazia de tudo para manter a reputação de que na cama ninguém era melhor do que ele — uma reputação que levou anos a construir e que servia para ocultar um grande segredo. Jane Sykes, sua irmã de criação, com quem não partilhava qualquer laço de sangue, conhecia Dallas demasiado bem para saber que a vida luxuriosa que este levava não passava de um subterfúgio. Jane e Dallas apaixonaram-se na adolescência e juntos foram vítimas de um terrível sequestro, um crime que jamais esqueceriam. Pensaram que conseguiriam seguir em frente se se afastassem, mas, 17 anos depois, a atração que sentem um pelo outro ainda é demasiado forte.
 
Ambos tentam desesperadamente manter o controlo, mas conseguirão evitar ceder ao incontrolável desejo que arde entre os dois?"

Nº Páginas: 320

Sobre a autora:

"J. Kenner é uma autora norte-americana cujas obras estão em todas as listas de bestsellers do seu país, incluindo as do New York Times e do USA Today. Publicou mais de 70 romances, novelas e contos sobre várias temáticas, tendo cerca de três milhões de livros vendidos em todo o mundo, traduzidos para mais de 20 línguas. Depois de ter sido cinco vezes finalista do Prémio RITA para Melhor Romance Erótico, atribuído pela Associação Americana de Escritores de Romance, em 2014 a autora recebeu finalmente o prémio, com a obra Deseja-me (ed. Topseller, 2014)."



"As Assistentes", Camille Perri


"Com muito girl power, humor perspicaz e romance à mistura, As Assistentes é uma ode aos brilhantes profissionais altamente qualificados, que têm tudo para dar certo, mas não saem da estaca zero. Uma divertida história sobre a «geração à rasca» no ambiente de O Diabo Veste Prada."

Sinopse:

"Tina Fontana, 30 anos, licenciada. Vive em Nova Iorque e trabalha numa grande multinacional. Todos acham que tem um emprego invejável: é assistente de um dos homens mais poderosos do país. Mas após seis anos a cumprir todas as regras e a satisfazer os mais bizarros pedidos do chefe, ela continua a ser uma mera assistente. Endividada até à ponta dos cabelos, Tina mal consegue sobreviver. Por isso, quando tem a oportunidade de fazer algum dinheiro da empresa cair acidentalmente na sua conta, ela é incapaz de se conter. Quando a fraude é descoberta, Tina só tem uma solução: continuar a desviar dinheiro para comprar o silêncio da sua (nada discreta) chantagista. Mas as coisas rapidamente fogem de controlo. Muitas das suas colegas fartas das condições de trabalho — e falidas — pedem-lhe ajuda. Tina torna-se, sem querer, uma espécie de Robin Hood dos tempos modernos. E se antes sentia que estava a quebrar as regras, agora é uma questão de justiça. Mas todas as ações têm consequências e Tina Fontana não está preparada para o que lhe irá acontecer."

Nº Páginas: 304

Sobre a autora:

"Camille Perri foi editora de cultura das revistas Cosmopolitan e Esquire. Licenciou-se pela Universidade de Nova Iorque e tirou um mestrado em Gestão de Informação e Bibliotecas, no Queens College, também em Nova Iorque, sendo bibliotecária certificada. Escreveu os primeiros capítulos de As Assistentes enquanto trabalhava, como assistente, para o Diretor da Esquire. E embora este seja o seu romance de estreia, Perri já tinha experiência como ghost-writer de romances young adult."



"Escondida em Ti", Lisa Renee Jones


Sinopse:

"Quando os diários secretos de Rebecca chegam às mãos de Sara, ela não podia imaginar os segredos que contêm. Por entre histórias repletas de atos sexuais tão ilícitos como tentadores, Rebecca revela o medo de estar a correr perigo. Decidida a descobrir o que aconteceu à misteriosa Rebecca, Sara entra no seu mundo. Quase sem dar por isso, sente que entrou também na sua vida. Ocupando o seu emprego, e privando com pessoas que a conheciam, acaba envolvida com um homem perigosamente parecido com aquele que Rebecca descreve nos seus diários.

Será que este mundo, onde Rebecca desapareceu, também vai engolir Sara? Quantos mais segredos Sara descobre, mais sensual e mais perigosa vai ficando a sua missão de encontrar Rebecca. E mais embrenhada ela vai ficando na vida da desaparecida."

Nº Páginas: 320

Sobre a autora:

"Lisa Renee Jones, autora americana com vários livros publicados em géneros tão diferentes como o fantástico e o erótico, estreia-se em Portugal com Escondida em Ti. Antes de se dedicar a tempo inteiro à escrita, dedicava-se ao empreendedorismo, chegando a dirigir uma empresa de recrutamento com sucursais em vários estados americanos. Com o seu marido, Diego, dedicou-se ainda à compra e venda de espaços de armazenamento, experiência essa que inspirou a história de Sara."



"Uma Paixão de Vermelho", Lorraine Heath


"Autora vencedora do Prémio RITA para Melhor Romance. Depois de As Lições do Amor, já em 2.a edição, e Um Desejo Inevitável, Lorraine Heath traz-nos uma nova história romântica e muito divertida, eleita pela Amazon melhor livro do mês na categoria de romance."

Sinopse:

"O plano de Rose é simples e já funcionou noutras ocasiões. Seduzir um homem abastado, envolvê-lo numa teia de mentiras, roubar-lhe uma quantia considerável de dinheiro e fugir. Quando, numa festa, o duque de Avendale tenta seduzi-la, Rose encontra o seu alvo. Só que desta vez o seu plano de sedução toma um rumo inesperado. O duque é um homem atraente, fascinante, de personalidade forte e, pela primeira vez, Rose sente-se presa no seu próprio jogo de atração. Mas Avendale não é nenhum tolo. Depois de descobrir que esta mulher encantadora está pronta para fugir de Londres, levando consigo o seu dinheiro, ele confronta-a com uma proposta escandalosa: ela poderá ficar com todo o dinheiro roubado... Se aceitar passar uma semana inteira na sua cama.
 
Bastará uma semana para acender a paixão e libertá-los do passado?"
 
Nº Páginas:320

Sobre a autora:

"Lorraine Heath é uma autora norte-americana, bestseller do New York Times e do USA Today, que conta com mais de 60 romances publicados. Quando se licenciou em Psicologia pela Universidade do Texas, Lorraine não fazia ideia de que tinha acabado de ganhar uma base valiosíssima que lhe permitiria criar e descrever personagens invulgarmente realistas. Por essa razão, os seus livros já foram nomeados e contemplados com inúmeros galardões, entre os quais o Prémio RITA para Melhor Romance Histórico, o Prémio Romantic Times Reviewers' Choice e, por duas vezes, o Prémio All About Romance para a mesma categoria."



"A Mulher do Plantador de Chá", Dinah Jefferies


Sinopse:

"Um homem atormentado pelo passado... Uma mulher perante a escolha mais terrível da sua vida.

Aos 19 anos, Gwendolyn Hooper abandona a Escócia para se encontrar com o seu marido, Laurence, em Ceilão, do outro lado do mundo. Recém-casados e apaixonados, eles são a definição do casal aristocrático perfeito: a bela dama britânica e o proprietário de uma das fazendas de chá mais prósperas do império. Mas, ao chegar à mansão na paradisíaca propriedade Hooper, nada é como Gwen imaginara: os funcionários parecem rancorosos e calados, os vizinhos, traiçoeiros, e o seu marido, apesar de afetuoso, demonstra guardar segredos sombrios. Com Laurence ausente em trabalho, Gwen explora sozinha a plantação. Ao vaguear por locais proibidos, encontra várias portas fechadas e até um pequeno túmulo — pistas de um passado escondido. Quando descobre estar grávida, a jovem sente-se feliz pela primeira vez desde que chegou a Ceilão. Mas, no dia de dar à luz, algo inesperado se revela. Agora, é ela quem se vê obrigada a manter em sigilo algo terrível, sob o preço de ver a sua família desfeita. Quando chegar o dia de revelar a verdade, será que ela vai ter o perdão daqueles que ama?"

Nº Páginas: 416

Sobre a autora:

"Dinah Jefferies nasceu na Malásia e mudou-se para Inglaterra com nove anos. Estudou na Birmingham School of Art e, mais tarde, na Ulster University, onde se formou em Literatura Inglesa. Autora bestseller do Sunday Times, colabora com alguns jornais, entre eles o Guardian. Depois de ter vivido em Itália e em Espanha, regressou a Inglaterra, onde vive com o seu marido e o seu cão, e passa os dias a escrever e a desfrutar dos tempos livres com os netos. A Mulher do Plantador de Chá, que a Topseller agora publica, foi bestseller do Sunday Times e selecionado para o Richard and Judy Book Club."



"O Preço da Fama", Suzanne Redfearn


Sinopse:

"Qual será o preço da fama? A luta de uma mãe que tudo fará para que não corrompam os seus filhos. Pois todos desejam a fama. Poucos conhecem as suas vítimas.

Abandonada pelo marido, Faye vive momentos de desespero enquanto tenta criar os três filhos, sozinha e sem nenhuma fonte de rendimento. Até que, um dia, a sorte lhe bate à porta. A filha Molly, de 4 anos, torna--se um sucesso na Internet e é-lhe feita uma proposta milionária para entrar numa série de televisão. Inocentemente, Faye aceita a bênção caída do céu. A série é um sucesso e, de repente, Faye e a família são atiradas para a ribalta, sob o escrutínio de milhões de espetadores. E agora que a filha mais nova é uma estrela da televisão, Faye é obrigada a enfrentar o preço da fama. Para lá dos sorrisos enganadores de Hollywood, esconde-se todo um manto de interesses, vícios e assédio sexual que deixaria qualquer mãe atemorizada. E, para horror de Faye, os seus filhos pertencem agora a esse mundo. Seguindo o seu instinto, ela tenta proteger a família das atenções negativas, mas os seus esforços caem por terra quando o marido regressa, exigindo o dinheiro que acha que é seu por direito. À medida que os problemas surgem, Faye pergunta-se: terá ela tomado as decisões certas para salvar a sua família?"

Nº Páginas: 416

Sobre a autora:

"Suzanne Redfearn nasceu e cresceu na costa leste dos EUA, tendo-se mudado para a Califórnia com quinze anos. Antes de se dedicar à escrita, a autora norte-americana era designer especializada em arquitetura comercial e residencial. Divide o tempo entre os livros e o restaurante de que é proprietária em conjunto com o marido."



"Isto Acaba Aqui", Colleen Hoover


Grande Vencedor do Prémio Goodreads. Melhor Romance de 2016

 

Sinopse:

"O que te resta quando o homem dos teus sonhos te magoa?

Lily tem 25 anos. Acaba de se mudar para Boston, pronta para começar um nova vida e encontrar finalmente a felicidade. No terraço de um edifício, onde se refugia para pensar, conhece o homem dos seus sonhos: Ryle. Um neurocirurgião. Bonito. Inteligente. Perfeito. Todas as peças começam a encaixar-se. Mas Ryle tem um segredo. Um passado que não conta a ninguém, nem mesmo a Lily. Existe dentro dele um turbilhão que faz Lily recordar-se do seu pai e das coisas que este fazia à sua mãe, mascaradas de amor, e sucedidas por pedidos de desculpa. Será Lily capaz de perceber os sinais antes que seja demasiado tarde? Terá força para interromper o ciclo?"

Nº Páginas: 336

Sobre a autora:

"Colleen Hoover já atingiu o 1.o lugar no top de vendas do New York Times e comoveu muitas leitoras com os seus mais de dez livros publicados, incluindo Um Caso Perdido, Uma Nova Esperança, Amor Cruel, Confesso e 9 de Novembro, publicados em Portugal pela Topseller. Os seus livros já foram traduzidos para cerca de 30 línguas. Colleen cresceu numa quinta, no Texas, casou-se aos 20 anos e tirou uma licenciatura em Serviço Social. Vive com o marido e os três filhos, à beira de um lago, no Texas."



"O Verão em que me apaixonei", Jenny Han


Sinopse:

"«Toda a minha vida era medida em verões. Como se não começasse efetivamente a viver enquanto não chegasse junho, até estar naquela praia, naquela casa.»

Tudo o que é bom e mágico acontece durante o verão, e é a sonhar com o verão que Belly, de 16 anos, passa os seus dias. Para ela, os invernos são insuportáveis e sinónimo de estar longe de Jeremiah e de Conrad, os rapazes que Belly conhece desde a sua primeira estadia na casa de praia. Eles são os seus quase-irmãos, os seus inseparáveis parceiros de aventuras. Até que chega aquele verão — maravilhoso e ao mesmo tempo terrível — em que tudo muda. Estas poderão ser as últimas férias que passam todos juntos na casa de praia. Chegou o momento de perpetuar memórias, confessar paixões escondidas e, acima de tudo, é hora de, finalmente, Belly começar a obedecer ao seu coração. Um romance com sabor a mar e a liberdade, sobre crescer e apaixonar-se, deixando-nos a desejar por mais."

Nº Páginas: 256

Sobre a autora:

"Jenny Han nasceu e cresceu na costa leste dos Estados Unidos da América. Estudou na Universidade da Carolina do Norte e fez um mestrado em Escrita para Crianças em Nova Iorque, onde mora atualmente. Se pudesse escolher um emprego, Jenny Han gostaria de ser ajudante do Pai Natal, provadora de gelados ou a melhor amiga da Oprah, entre outras coisas perfeitamente vulgares. Tem uma predileção por meias até ao joelho e come qualquer sobremesa, desde que seja de maracujá.

A sua trilogia O Verão em Que Me Apaixonei, que a Topseller começa agora a publicar, é bestseller do New York Times. O livro A Todos os Rapazes que Amei (ed. Topseller, 2014) encontra-se em vias de ser adaptado ao cinema."



"A Duqueza Inesperada", Valerie Bowman


Sinopse:

"Uma história deliciosa sobre desencontros, mal-entendidos e paixões escondidas.

Lady Lucy Upton é conhecida pela sua beleza exótica, mas também pela língua afiada que afasta qualquer pretendente. Apesar do mau feitio, ela é a pessoa ideal para ajudar a tímida Cassandra a desencorajar a corte do Duque de Claringdon, que está à procura de esposa. Com palavras ousadas e desafios impróprios de uma senhora, Lucy torna-se a sombra de Cassandra, falando no lugar dela na altura de repelir o duque. Contudo, o duque é mais obstinado do que elas imaginavam, deixando Lucy surpreendida por encontrar alguém capaz de responder às suas provocações. O que Lucy não sabe é que o duque não desistirá de Cassandra. Ele é um homem de honra. E a verdade é que, antes de regressar da guerra, o seu amigo Julian, às portas da morte, o fizera prometer que casaria com a jovem. Apesar de não a amar, Cassandra seria a esposa perfeita... se Lucy não metesse constantemente o nariz onde não é chamada! O pior é que agora o duque não consegue ficar indiferente à atrevida mulher! Como cão e gato, os dois iniciam uma perigosa batalha de temperamentos. Mas a lei da atração dita que um deles terá de ceder..."
 
Nº Páginas: 304

Sobre a autora:

"Valerie Bowman é uma autora bestseller internacional de romances de época, diferenciados pelos seus diálogos perspicazes, enredos cativantes e heroínas fortes e independentes. Nasceu em Illinois, nos Estados Unidos, é a mais nova de sete irmãs e cresceu rodeada de romances históricos. É licenciada em Língua e Literatura Inglesa pelo Smith College e escreveu o seu primeiro romance em 2012. Os seus livros têm sido muito bem recebidos pela crítica e nomeados para reconhecidos prémios literários, entre os quais o RT Reviewers' Choice, para Melhor Romance Histórico de Estreia, e ainda o Kirkus Prize para ficção."
 

 

 "A Mulher Desaparecida", Sara Blaedel


Sinopse:

"Num bairro familiar e acolhedor nos arredores de Londres, uma mulher foi alvo de um violento assassínio. Um tiro certeiro de uma caçadeira atravessou a janela da cozinha, onde ela se encontrava com o marido e a filha. A morte foi imediata. Ao iniciar a investigação, a polícia local descobre que a mulher, de nome Sophie Parker, se tratava na verdade de uma cidadã dinamarquesa que se encontrava desaparecida há 18 anos. Louise Rick, chefe do Departamento de Pessoas Desaparecidas, fica responsável pelo caso. É então que novas e surpreendentes revelações desvendam que fora Eik, seu colega e amante, quem declarara o desaparecimento de Sophie. Assim que é informado da morte de Sophie, Eik desaparece misteriosamente e, passadas 24 horas, é preso em Inglaterra e acusado de ser o responsável pelo crime."


Nº Páginas: 288


Sobre a autora:

"Sara Blaedel iniciou a sua carreira como fundadora de uma editora especializada em policiais e thrillers. Este trabalho aproximou-a do jornalismo, onde acabou por cobrir uma vasta gama de histórias e julgamentos penais. Foi nesta altura — e enquanto esquiava na Noruega — que começou a imaginar a trama do seu primeiro romance, Green Dust, com o qual venceu o The Danish Crime Academy’s Debutant Award, o primeiro de inúmeros prémios na sua carreira. As Raparigas Esquecidas, publicado pela Topseller em 2016, é o seu livro mais aclamado, e foi galardoado em 2015 com o Gyldne Laurbær, o mais importante prémio literário da Dinamarca. Ainda em 2016, a Topseller publicou O Trilho da Morte, também muito bem recebido pela crítica. Com 1,8 milhões de livros vendidos na Dinamarca, a imprensa e os fãs nomearam-na por quatro vezes A Rainha Dinamarquesa do Thriller. Os seus livros são bestsellers internacionais e já foram publicados em 33 países."



"Dúvida Razoável", Whitney G.


Sinopse:

"Quando uma relação é construída com base num mistério, poderá a dúvida arruinar o amor?

Thoreau e Alyssa conhecem-se num chat de advogados. A sua ligação é imediata. Trocam sonhos, ideias, questões profissionais e tornam-se amigos. Rapidamente, a sua relação virtual se transforma em algo mais quente. Entre jogos sexuais e provocações, Thoreau confessa a Alyssa um dos seus mais importantes valores: odeia mentiras. Mas omite um pormenor importante: não se chama Thoreau. Alyssa também não é Alyssa. Na verdade, chama-se Aubrey. E não é advogada. Quando o Dr. AndrewHamilton, mais um dos vários nomes que Thoreau utiliza, descobre que Aubrey é uma das suas estagiárias, a sua relação rapidamente passa do mundo virtual para a realidade, das palavras para os atos. Mas a mentira continua a pesar sobre eles. O passado de Andrew volta para o assombrar. Não consegue deixar de se lembrar do quanto as mentiras já o magoaram, do quanto perdeu e foi forçado a deixar para trás. O que levará Andrew a esconder a sua identidade? A criar nomes falsos e a precisar de uma nova vida?

Será a irresistível atração que os une mais forte que a dúvida?"


Nº Páginas: 320


Sobre a autora:

"Whitney G. é uma jovem escritora norte-americana, que vive obcecada com viagens, chá e café. É também uma autora bestseller do New York Times e do USA Today, para além de ser fundadora do blogue The Indie Tea, onde procura inspirar jovens autores independentes de literatura romântica. Quando não está a conversar com os leitores nas redes sociais, provavelmente estará trancada a escrever mais uma história louca."


 
Para mais informações, consulte o site da Editora 20|20 aqui.